EDIÇÃO

 

TÍTULO DE ARTIGO


 

AUTOR


ÍNDICE TEMÁTICO 
  
 

voltar
voltar à lista de autores

Resumo
Este trabalho se interessa pela presença essencial de silêncios vivos na situação psicanalítica, condição de certos movimentos de abertura do inconsciente. Ao considerar a heterogeneidade dos processos de simbolização em jogo, assume a atualidade do paradigma estético freudiano a fim de pensar uma política de ligação libidinal entre formas de arte e formas da imaginação que habitam a clínica psicanalítica contemporânea.


Palavras-chave
silêncios vivos; clínica psicanalítica; estética; política.


Autor(es)
Sílvia Nogueira de Carvalho Carvalho

é psicóloga, analista institucional, psicanalista. Membro do Departamento de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae, interlocutora da equipe editorial de seu Boletim Online e professora do curso Clínica Psicanalítica: Conflito e Sintoma. Membro do Espaço Brasileiro de Estudos Psicanalíticos de São Pauloebepsp e de seu grupo de Arte e Psicanálise.




Abstract
This paper is about the essencial presence of lively silences at the psychoanalytic situation which enable certain openings to the unconscious. It considers the diversity of symbolization processes at play by acknowledging the Freudian aesthetic paradigm up-to-dateness. And thinks a policy of connection of libidinal bonds between art forms and forms of the imagination that inhabit the contemporary psychoanalytic clinic.


Keywords
Keywords lively silences; psychoanalytic clinic; aesthetics; politics.

voltar à lista de autores
 TEXTO

Silêncios. Sobre psicanálise, arte e resistências

Silences. On psychoanalysis, art and resistences
Sílvia Nogueira de Carvalho Carvalho


topovoltar ao topovoltar à lista de autorestopo
 
 

     
Percurso é uma revista semestral de psicanálise, editada em São Paulo pelo Departamento de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae desde 1988.
 
Sociedade Civil Percurso
Tel: (11) 3081-4851
assinepercurso@uol.com.br
© Copyright 2011
Todos os direitos reservados